Entre os meses de dezembro e janeiro, integrantes da diretoria executiva, entre eles o presidente, os vice-presidentes, diretores e voluntários, definiram e apresentaram os projetos que devem fazer parte do portfólio de 2016. Segundo o presidente do PMI-RS Thiago Regal, um dos principais objetivos da revisão do Planejamento Estratégico (PE) foi criar ações que resultassem em maior valor aos filiados, que devem ter essa percepção ao longo deste ano.

Confira entrevista com o VP de Governança e Finanças, Samuel Dall’Agnol (PMP, ITIL) sobre esse processo. Segundo ele, a revisão do PE de 2016 foi facilitada pelo excelente trabalho construtivo que vem sendo realizado por todas as gestões do PMI-RS. E, neste ano, valores como simplicidade, ética e profissionalismo são reforçados, ajustando diretivas estratégicas para tornar mais claro os objetivos que o Capítulo Rio Grande do Sul do PMI pretende alcançar nos próximos anos.

 

Quais projetos foram incluídos no PE? O que eles agregam aos filiados? Com base em quais necessidades eles foram pensados?

As principais novidades no PE deste ano estão na geração de novas oportunidades de networking e valorização dos nossos filiados. A organização de eventos continuará sendo prioridade. Além daqueles já consagrados, como o Seminário, que este ano passará a ser chamado de Congresso, o Ciclo de Palestras da Serra Gaúcha, que será promovido a Seminário, e os PMDays, posso destacar o retorno do tradicional “Almoce com o PMI-RS”. O PMI-RS também pretende levar alguns dos nossos eventos para serem realizados no interior do Estado, principalmente nos Branches da Serra Gaúcha e do futuro Extremo Sul. Como networking foi o ponto mais valorizado pelos filiados na última pesquisa de satisfação realizada no final de 2015, esperamos aumentar a geração e valor para todos os nossos filiados. Essas são algumas das novidades do PE 2016. Em breve devemos disponibilizar o PE completo para que todos os filiados conheçam nossos planos.

O que o PMI-RS vai fazer diferente e diferença neste ano? Em que medida será mais ativo ou o que agregará mais para a sociedade civil, de forma geral?

O ano de 2016 apresenta muitos desafios, não apenas ao PMI-RS, mas a todas as empresas e instituições do nosso país. Conosco não será diferente, teremos que ser bastante criativos para entregar a mesma qualidade de outros anos. Através de ações como o PMIEF (PMI Educational Foundation), que já fizemos um piloto no ano passado, pretendemos levar o conhecimento de gerenciamento de projetos para as escolas gaúchas, alcançando crianças e adolescentes, ensinando-as desde cedo métodos para transformar sonhos em realidade. 

 

De que forma o Capítulo evoluiu na sua maturidade em 2015 e como isso se refletirá em 2016?

Em 2015 trabalhamos para evoluir metodologias e formas de trabalho que já vinham dando certo. No aspecto de gestão de projetos, conseguimos implantar uma ferramenta de gestão (Project Builder), adaptamos nossa metodologia para que fizesse uso dos benefícios desta ferramenta, treinamos nossos Gerentes de Projetos. O trabalho realizado no ano passado já está mostrando resultados, todos os projetos apresentados durante as reuniões de PE foram suportados pela ferramenta de Gestão de Projetos. Acredito que o PMI-RS está dando um grande salto de maturidade na gestão dos seus projetos baseado nos três pilares fundamentais: Processos (metodologia), Ferramentas (Project Builder) e Talentos (Nossos voluntários). Na organização de eventos documentamos e simplificamos processos, em 2016 poderemos reaproveitar as lições aprendidas nos anos anteriores e evoluir ainda mais nossos já qualificados eventos.

 

Quais são os próximos passos após a finalização da etapa de reuniões do PE que já ocorreu?

Após a conclusão das reuniões de PE, as propostas aprovadas partem para a etapa de planejamento detalhado e início da execução. Durante o ano, mensalmente, os projetos serão acompanhados e suportados pelo PMO do Capítulo. O uso da metodologia permitirá muitos benefícios. Para os filiados proverá visibilidade sobre o andamento de cada um dos projetos planejados. Para os voluntários, gestores dos projetos terão uma equipe a disposição para apoiá-los e ajudá-los a se desenvolverem como gerente de projetos, agregando um grande valor a sua carreira.

 

08 de fevereiro de 2016