O foco está na pessoa.

Esta é uma das principais reflexões que podem ser feita após a apresentação de 17 palestrantes, dois paineis, cinco workshops e três eventos especiais (Ação Social, Decolagem e Universidia).

Como por meio dos momentos de integração que centenas de participarem e dezenas de especialistas tiveram nos estantes da Datum, da Tino, do PMIRS, e no Espaço Liderança e em locais de interação como o painel para fotos e as molduras das redes sociais.

O Congresso de Gestão, Projetos e Liderança (CGPL) 2019 propôs pensar e mostrou um novo lugar para o gerenciamento de projetos nas empresas, no país, no mundo e na vida.   

O CGPL, por meio das palestras dos keynotes, levantou assuntos como o papel do ser humano na antecipação e na gestão de uma crise, a relação da neurolinguística com nossas escolhas e falhas em projetos, o lado humano no gerenciamento de projetos e quando chega a hora de nos escutarmos e pensarmos sobre nosso propósito e passarmos por uma transformação.

O poder, e o quanto realmente usá-lo faz a diferença. E isso foi exemplificado a todo o momento, durante o evento, por meio de cases que trouxerem à luz a interdisciplinariedade do gerenciamento de projeto. Como no caso de um garoto de 14 anos que cria jogos e compartilhar sua forma de aprender com escolas e organizações multinacionais, ou no olhar do boxe para a vida e nas estratégias de um escalador para superar novos obstáculos.         

Após 50 anos consolidando sua atuação por meio do trabalho de disseminação de boas práticas de gerenciamento de projetos em empresas, instituições de ensino e no setor público, com foco no aprimoramento da profissão, o PMI, no mundo todo, passou a olhar mais para o indivíduo, o profissional, e não a profissão, como destacou o presidente do PMIRS para a gestão 2019-2020, Fernando Bartelle.

E o novo momento do PMI vai se materializar por meio de mudanças que serão conhecidas a partir de 5 de outubro. Isso foi compartilhado por Batelle no encerramento do evento e pode ser acompanhado através do site www.pmirs.org.br/onovopmi.   

01 de outubro de 2019