Criatividade, pensamento crítico e capacidade de negociação são habilidades cada vez mais importantes para quem atua em gerenciamento de projetos. Esse foi o tema da palestra Soft Skills: Você Ainda Vai Precisar Disso, na tarde desta quinta-feira (28), durante a 11ª edição do projeto Ampliando Horizontes.

Marco Antônio Kappel Ribeiro, que conduziu o encontro, é vice-presidente de Marketing e Relações Institucionais do capítulo gaúcho do Project Management Institute (PMIRS) e professor da disciplina de Soft Skills no curso de pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em Negócios Digitais, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Kappel abordou alguns dos impactos da transformação digital na atualidade. “A tecnologia hoje está mais avançada do que o ser humano consegue se adaptar”, resumiu.

A uma plateia de servidores do Estado, Kappel apresentou dados de diversos estudos e relatórios que abordam a importância das habilidades comportamentais, sociais e emocionais no universo do trabalho de maneira geral.

O Ampliando Horizontes é um projeto liderado pelo Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP), que promove atividades mensais em temas variados.

ENTREVISTA

Qual é a importância das habilidades humanas para a disciplina de gerenciamento de projetos?

Kappel – No gerenciamento de projetos, sempre fomos muito acostumados a ter conhecimento, destreza, expertise em aspectos muito técnicos: plano de riscos, orçamento, cronograma etc. Mas o fator humano é muito pesado para qualquer pessoa que trabalhe com projetos. Soft skills como comunicação, liderança, flexibilidade e adaptabilidade passam a ser diferenciais importantes não só para nos mantermos dentro de uma organização, mas para obter resultados.

Na palestra, falaste sobre o cenário atual de profunda transformação digital. O que isso traz de importância para as soft skills?

Kappel – Hoje a maior parte das atividades manuais ou que não requerem uso de percepções, cognição e raciocínio estão sendo cada vez mais assumidas pela máquina. Com isso, as pessoas têm um tempo muito maior para se dedicar a essas questões comportamentais, que sempre soubemos que eram importantes, mas que agora são cada vez mais. Temos que tirar proveito da tecnologia, usando o tempo para desenvolver o que é mais humano.

Quais são as três principais habilidades humanas na tua opinião?

Kappel – A humildade para saber que a gente tem que conhecer novas coisas constantemente, ou seja, aprender a aprender; a destreza organizacional; e o conforto com a ambiguidade, que é a flexibilidade de assumir novos papéis, de saber que, com esforço, a gente consegue mudar de ação. E a habilidade de comunicação permeia tudo isso. Comunicação é um dos maiores desafios hoje em dia.

29 de novembro de 2019
Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP)
Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP)
Secretaria de Governança e Gestão Estratégica SGG