Formar um time pode ser um desafio para gerentes de projeto. Como selecionar os candidatos? Quais habilidades priorizar? Como harmonizar os integrantes da equipe? Como mantê-los motivados? São muitos - e legítimos - os questionamentos na hora de selecionar quem vai fazer parte da sua equipe e transformar uma ideia em realidade. Como gerente de portfolio de projetos, o CEO da SoftDesign, professor e mestre em Administração, Osmar Pedroso, orienta gerentes de projetos e agilistas a montar times de sucesso. Em entrevista, Osmar compartilhou algumas dicas para uma boa formação de times e contínua parceria na execução de projetos. Confira abaixo.

1) Conheça os profissionais do seu time – se você é responsável pela tarefa de selecionar esses profissionais, também tem a obrigação de manter informações acerca das hard skills dessas pessoas em mente. Se o profissional é capacitado tecnicamente, considere outro fator relevante: as soft skills (tão importantes quanto as competências técnicas). Times são formados por pessoas e é necessário que elas trabalhem juntas da melhor forma possível para atingir os objetivos, logo, todos precisam trabalhar em conjunto, apesar de possíveis diferenças. Lembre-se de guardar um bom histórico sobre os perfis de cada pessoa para apoiar a formação de times futuros.

2) Entreviste o profissional antes de adicioná-lo ao time – sim, não é porque o profissional tem todas as skills necessárias que ele irá desejar trabalhar ou ser adequado ao projeto. É necessário saber sobre seus desejos de carreira, o seu momento de vida e, ainda que seja internamente, você deve “vender” a ideia do projeto, sua importância para o cliente/empresa e a razão pela qual você entende que ele é a escolha certa. Isso trará contexto e engajamento. Além disso, pode evitar frustrações.

3) Incentive a transparência e a coragem – o ambiente de trabalho precisa ser seguro para que todos tenham voz, e para que consigam fazer seu melhor ao entregar o produto do projeto. Pensando nisso, procure criar um ambiente onde seja possível os problemas serem tratados com atenção, respeito e transparência, onde todos tenham a coragem de dizer o que não está funcionando para que a comunicação flua de maneira positiva, com base na confiança mútua.

4) Deixe claro os objetivos e metas do projeto – para o time funcionar com maior tranquilidade, procure deixar claro os objetivos e metas, premissas e restrições, desde o início. Procure dar contexto sobre a evolução das expectativas das partes interessadas ao time e conte com eles para o atingimento das metas e objetivos. Contexto é muito importante para o engajamento e a produtividade. Ninguém gosta de fazer algo sem saber por que está fazendo.

5) Não atrapalhe – um bom gerente de projetos é um facilitador. Dependendo da exigência técnica do produto do projeto, você é possivelmente a pessoa que menos sabe sobre o assunto (é o meu caso com novas tecnologias!). Nesse sentido, seja um desbravador de caminhos, um removedor de impedimentos, um comunicador atento, psicólogo de plantão e um observador perspicaz. Facilite o funcionamento do time e não atrapalhe. O time inteiro (com você), é que vai entregar o projeto. Você não é o chefe. Atue como par de todos.

Gostou das dicas de Osmar Pedroso?
Agora é só colocar em prática e compartilhar este artigo para que seus colegas também possam formar equipes de qualidade com mais facilidade.

Conheça Osmar Pedroso:
CEO da SoftDesign, empreendedor e professor. Mestre em Administração pela UFRGS, PMP e CSM. Entusiasta de inovação, produtos digitais e transformação digital.

Categorias: Carreira
Data de publicação: 22 de setembro de 2022
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com estas condições, e, com nossa Política de Privacidade. Consulte nossa Política de Privacidade.