RSS PMI-RS Notícias de PMI-RS Tue, 07 Feb 2023 01:17:36 -0300 Tue, 07 Feb 2023 01:17:36 -0300 Zend_Feed_Writer 1.12.21dev (http://framework.zend.com) https://pmirs.org.br/rss Estão abertas as inscrições para o curso Gestão de Projetos e Tecnologias para Produtos Digitais Fri, 03 Feb 2023 09:52:29 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/701/?estao-abertas-as-inscricoes-para-o-curso-gestao-de-projetos-e-tecnologias-para-produtos-digitais.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/701/?estao-abertas-as-inscricoes-para-o-curso-gestao-de-projetos-e-tecnologias-para-produtos-digitais.html Se você está procurando um curso para dar um “up” na sua carreira, chegou a sua oportunidade! A Escola Politécnica da PUCRS, em parceria com o PMIRS, está ofertando o curso de especialização em Gestão de Projetos e Tecnologias para Produtos Digitais, com o currículo formatado com o que há de mais atualizado no mercado. Uma proposta para profissionais que atuem na área de tecnologia, com aulas no turno da noite, de forma online e ao vivo, na qual você desenvolve conteúdos de forma muito vivencial, utilizando metodologias ágeis, design thinking, lean inception, business strategy, entre outras. Diferente de outras propostas do mercado, você pode concluir este curso em um ano.

“A abordagem “mão da massa” é um dos diferenciais do curso”, como comenta o Diretor de Assuntos Institucionais do PMIRS Marco Kappel Ribeiro, e um dos professores convidados do curso. O professor também destaca o grande diferencial deste curso de pós-graduação, “de um lado, experientes professores da PUC e por outro lado, profissionais de mercado do PMIRS”. 

O profissional de projetos, filiado e voluntário do PMIRS, Gabriel Leite, cursou a especialização em 2019. Segundo ele, foi um dos melhores investimentos que já realizou na própria carreira profissional. “O conhecimento é o maior poder que você pode ter. E, justamente pensando assim, eu iniciei meu MBA na PUCRS. Eu tinha a intenção de desbravar uma área não tão técnica como a tecnologia, da qual faço parte, mas também não queria perder os laços da tecnologia. Eu tinha noção sobre alguns skills que eu gostaria de aprender e outros que eu gostaria de aperfeiçoar. Então encontrei este curso, que tinha todas as características que eu precisava. Sem sombra de dúvidas, o melhor MBA que fiz. Agregou muito valor ao meu currículo e abriu mais oportunidades de emprego, tanto na área da tecnologia como na área de negócios”, compartilhou Gabriel. 


Profissionais matriculados ganharão benefícios junto ao PMIRS

Os profissionais que realizarem a matrícula no curso ganharão vários benefícios que incluem, entre outros: filiação gratuita ao PMI e PMIRS; acesso gratuito a versão digital do PMBOK, Guia de Práticas Ágeis, Disciplined Agile WOW e muitas outras normas e publicações; acesso gratuito a versão premium da plataforma projectmanagement.com; oportunidade de participar de projetos e atividades do PMIRS como voluntário; e descontos especiais em eventos promovidos pelo PMIRS.

Para saber mais sobre o curso e realizar a matrícula, acesse o site https://educon.pucrs.br/cursos/gestao-de-projetos-e-tecnologias-para-produtos-digitais. As aulas iniciam no dia 22 de março e vão até o dia 23 de novembro de 2023.

Para mais esclarecimentos, entre em contato com secretaria@pmirs.org.br ou educacao.continuada@pucrs.br]]>
Carta aberta à comunidade do PMIRS Wed, 01 Feb 2023 14:58:50 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/700/?carta-aberta-a-comunidade-do-pmirs.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/700/?carta-aberta-a-comunidade-do-pmirs.html Iniciamos uma nova gestão no PMI Rio Grande do Sul. Neste ano, já com a nova composição da Diretoria Executiva e demais líderes em posição diretiva, temos excelentes perspectivas de realizações. Nossa responsabilidade aumenta, uma vez que o nosso Capítulo alcançou excelentes patamares nos dois últimos anos, gerando visibilidade internacional e muitos reconhecimentos da comunidade. Tivemos um ótimo resultado como gestão! As ações que fizemos aqui acabaram virando benchmarking para capítulos de outros países. Isso nos enche de alegria e nos dá cada vez mais motivação para continuar nosso trabalho, focado em nosso propósito de conectar e empoderar pessoas para transformar ideias em realidade.

Este quadrimestre será marcado por algumas novidades importantes, como a baixa dos preços do PMI no Brasil para produtos como filiação, renovação e as provas de certificação. Também teremos a realização de um congresso brasileiro na bela cidade de Balneário Camboriú/SC, realizado por 15 capítulos do PMI no Brasil e liderado por 3 deles (incluindo o RS), que promete reunir 1500 pessoas em um grande evento - com várias inovações em sua estrutura e organização.

O portfólio de projetos do PMIRS, para este ano, ainda não está definido, mas podemos antever algumas ações importantes. Principalmente para as pessoas que estão em busca de desenvolvimento profissional, capacitações diversas e expansão da sua rede de contatos com profissionais da área de gestão de projetos. A exemplo disso, está confirmada a segunda edição do PMIRS Summit, no dia 07 de outubro, evento que foi uma das principais iniciativas de 2022, realizado dentro do Instituto Caldeira, em Porto Alegre. Também continuamos conectados com empresas parceiras para os cursos preparatórios para certificações e estamos planejando diversos eventos no ano nas diferentes regiões do estado em que o PMIRS atua.

Nosso próximo passo é finalizar o processo de planejamento estratégico, com a nova diretoria, e definir o portfólio de projetos de 2023. Após isso, a comunidade vai contar com várias ações e atrações durante o ano.

Deixo aqui o convite a toda a comunidade de gestão de projetos para que se envolva em nossa rede e participe das ações que o PMIRS fará durante o ano. É uma excelente oportunidade, não só para autodesenvolvimento, mas para oportunidades profissionais e geração de negócios.

Alex Rosa, presidente do PMIRS.
 
]]>
5 tendências que vão influenciar seu jeito de trabalhar daqui para frente Tue, 31 Jan 2023 09:19:38 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/699/?5-tendencias-que-vao-influenciar-seu-jeito-de-trabalhar-daqui-para-frente.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/699/?5-tendencias-que-vao-influenciar-seu-jeito-de-trabalhar-daqui-para-frente.html O cenário profissional está em constante transformação. Com a aceleração da inovação tecnológica somada ao novo modus operandi de um período pós-pandemia, passou a se perceber tendências que estão a moldar o novo jeito de se trabalhar. Listamos algumas delas abaixo para ajudar na compreensão sobre o rumo do trabalho.


  1. Habilidades e experiência serão valorizadas

Os empregadores estão atentos a habilidades como criatividade, resolução de problemas e inovação. Nesse contexto, até mesmo a apresentação do currículo mudou. Os interessados desejam conhecer mais do perfil do candidato, a partir de suas experiências, seu propósito, sucessos e fracassos. A vivência do profissional, mesmo que fora do trabalho, pode auxiliar nas demandas profissionais e, por este motivo, o voluntariado é bem-vindo no currículo profissional do futuro.


  1. Escassez de mão de obra qualificada vai impedir o crescimento das empresas

Apesar das demissões em massas que se percebem por parte de grandes empresas de tecnologia, as tendências apontam para a falta de mão de obra, principalmente em áreas que requerem habilidades específicas. De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte em 2022, isso será um dos grandes desafios das organizações em um futuro próximo.


  1. Benefícios serão chave na atração de talentos

Trabalho flexível, cuidados com a saúde e oportunidades de aprendizado e desenvolvimento são alguns dos principais atrativos para talentos. Um levantamento realizado pelo LinkedIn revelou que os candidatos valorizam, em ordem de interesse: remuneração e ótimos benefícios; apoio da empresa para equilibrar vida pessoal e trabalho; arranjos flexíveis de trabalho, seja onde ou quando se trabalha; oportunidades de aprendizado e desenvolvimento.

Uma pesquisa realizada pelo Google mostrou que 51% dos entrevistados consideram mais importante manter a qualidade de vida e o equilíbrio entre vida e trabalho. O plano de carreira teve 49% das indicações, seguido do plano de benefícios e remuneração, que teve 38% da resposta dos candidatos.


  1. Semana de 4 dias surge como solução para equilibrar a jornada pessoal e profissional

Ao contrário do que muitos pensam, a semana mais curta, com apenas 4 dias de trabalho, não prejudica a produtividade. É o que mostram alguns estudos, que também revelam que a redução do total de horas trabalhadas por semana pode trazer benefícios para a saúde física e mental. Testes já estão sendo realizados em países como Inglaterra, Bélgica, Suécia e Islândia.


  1. Soft Skills passam a ser mais relevantes

Habilidades emocionais estão sendo cada vez mais requisitadas neste cenário de mudança. Hoje em dia, as mais solicitadas pelo mercado são inteligência emocional, foco na solução de problemas, decisões assertivas e éticas, cuidado com viés de julgamento, habilidades de comunicação, autogestão, colaboração e esclarecimentos sobre valores.


Fonte: Forbes (https://forbes.com.br/carreira/2022/12/futuro-do-trabalho-as-tendencias-que-irao-moldar-a-vida-profissional-em-2023/?amp)

]]>
Case Marcopolo: conheça a estrutura, os desafios e resultados da implementação do PMO Corporativo Wed, 25 Jan 2023 15:28:12 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/697/?case-marcopolo-conheca-a-estrutura-os-desafios-e-resultados-da-implementacao-do-pmo-corporativo.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/697/?case-marcopolo-conheca-a-estrutura-os-desafios-e-resultados-da-implementacao-do-pmo-corporativo.html Não é novidade que as boas práticas de gerenciamento de projetos podem transformar culturas organizacionais e gerar grandes resultados para as empresas. Todavia, ter a possibilidade de conhecer um case pode ser uma excelente oportunidade de aprendizado para profissionais e organizações que já estão em processo de implementação da gestão de projetos, ou que tem isso em vista para os próximos meses. Para inspirar e compreender como a implementação de um PMO corporativo pode impactar uma organização, vamos conhecer o case de sucesso da Marcopolo. Confira abaixo a entrevista com Lucas Comerlato, Líder de PMO Corporativo da multinacional.

Como a Marcopolo identificou a necessidade de ter um PMO Corporativo? Conte um pouco do contexto da empresa antes da implementação da estrutura.

A Marcopolo é uma empresa com mais de 70 anos de história, que vem evoluindo ao longo dos anos. Ela trabalha em um ambiente completamente complexo. A gente fala em complexidade porque o nosso produto é ônibus, um produto com bastante variabilidade e uma série de componentes, que é feito sob medida para o nosso cliente. Ou seja, além de termos uma série de variabilidade para produção do produto em si, ele é feito sob encomenda, e isso gera uma variabilidade muito grande. 

Então, imagine a quantidade de projetos, a quantidade de entregas, que uma empresa como a Marcopolo tem para fazer. Como que a gente iria demonstrar isso para os gestores e, ia conseguir trazer para direção quais são os projetos mais importantes e mais rentáveis. Tudo é muito dinâmico. Sem uma organização e estrutura de gerenciamento de projetos, a tomada de decisão era muito complexa, difícil e, muitas vezes, não era assertiva. 

Dentro desse ambiente se verificou a necessidade de criar um PMO, de ter um escritório de projetos central e, a partir dele, criar uma estrutura de gerenciamento de projetos para organizar, difundir a estratégia, criar uma metodologia e também facilitar e agilizar a tomada de decisão.

Quais foram os desafios encarados durante o processo de implementação do PMO?

O principal desafio para implementar o PMO dentro da Marcopolo foi a questão cultural. Viemos de um ambiente de “vamos fazer, vamos fazer”, então foi preciso criar um ambiente onde a cultura fosse voltada para projetos, para trabalhar com as pessoas e engajá-las nesse ambiente de PMO. 

Lembro que já tínhamos algumas estruturas de gerenciamento de projetos dentro de algumas áreas, mais especificamente nas áreas de engenharia e TI. Porém alguns departamentos não estavam acostumados e não tinham cultura de gerenciamento de projetos, então o grau de maturidade era muito diferente entre as áreas. 

A questão de mostrar o valor do gerenciamento de projetos não é tão cartesiano, tão simples. Alguns ganhos são mais tácitos. Foi preciso mostrar o valor do gerenciamento de projetos e também a disciplina para que uma nova forma de trabalhar fosse possível. Em 2021, nós começamos a trazer isso para dentro da organização. Estruturamos, criamos uma metodologia e a implementação começou a acontecer. Criamos um plano estratégico, programas estratégicos e, dentro desses programas, classificamos os projetos para iniciar a gestão. 

De forma prática, como a estrutura de PMO Corporativo funciona na Marcopolo?

Nosso modelo de PMO é corporativo, mas chamamos também de PMO estratégico, que é o centralizador de todos os projetos e aquele que dá suporte à metodologia, que tira dúvidas, que controla os projetos. Dentro das áreas, nós temos o que chamamos de PMO departamental, que é a figura de gerente de projetos que executa aquilo que foi trazido pelo PMO corporativo. 

Em nossa estrutura, temos reuniões semanais, que acontecem com toda a nossa gestão, na qual o board nos aponta a visão e direcionamento. O papel do PMO é receber essas informações e integrá-las ao portfólio de projetos para repassar, de forma ordenada, para o PMO departamental. Por sua vez, o profissional de projetos que estiver à frente do departamento levará as informações para os times que fazem as execuções, o controle e monitoramento dos projetos. 

Vale dizer que os times conseguem ter uma comunicação mais assertiva com o comitê diretivo, uma vez que as execuções de projetos e decisões que precisam ser escalonadas chegam de forma mais rápida e eficaz aos interessados.

Como a implementação de um PMO Corporativo impactou no crescimento da Marcopolo? Quais resultados puderam ser observados?

Em pouco mais de um ano e meio de um PMO corporativo estruturado na Marcopolo, já pudemos perceber uma evolução cultural, ou seja, é uma prática já enraizada. A gente consegue observar a importância do PMO e a própria empresa já não executa mais projetos que não estejam dentro da metodologia que implementamos. O próprio board não aceita um projeto que não esteja estruturado dentro de uma metodologia de gestão de projetos. 

Observamos um movimento de toda a organização, ou seja, todas as áreas conseguem estar envolvidas nos projetos e entender o que precisa ser entregue. A gestão de projetos não é mais vista como uma área de suporte e, sim, uma área necessária. Conseguimos enraizar as práticas como necessidade e obtivemos engajamento natural das pessoas.

A gente fala muito aqui, na Marcopolo, que o principal ponto para a gente conseguisse trazer a gestão de projetos como algo natural, era essa transformação cultural, da empresa entender que ela precisava classificar os projetos, ter seus portfólios, seus programas estratégicos e conseguir fazer todo esse alinhamento. E percebemos que isso, de fato, começou a acontecer de maneira mais orgânica e mais natural dentro da organização.

]]>
Vale a pena ser PMP®? Conheça os benefícios da certificação mais concorrida do PMI® Fri, 27 Jan 2023 08:08:15 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/698/?vale-a-pena-ser-pmp-conheca-os-beneficios-da-certificacao-mais-concorrida-do-pmi.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/698/?vale-a-pena-ser-pmp-conheca-os-beneficios-da-certificacao-mais-concorrida-do-pmi.html O reconhecimento internacional da Certificação PMP (Project Management Professional) é inquestionável. Já são mais de 1.200.000* gerentes de projetos certificados pelo PMI® em todo o mundo que realmente usufruem dos benefícios e das oportunidades geradas pela Certificação, inclusive aumento de salário.

O salário para profissionais de projetos é, em média, 22% maior globalmente do que aqueles sem a Certificação. Isso acontece porque a Certificação PMP foi desenvolvida por gerentes de projetos para gerentes de projetos. Ela comprova sua experiência em liderança de projetos em qualquer forma de trabalho.

"Ser PMP tem me ajudado a elevar o padrão da qualidade e previsibilidade das entregas dos projetos, gerir programas de projetos numa vertical de negócios, e em outros momentos, gerenciar um portfólio de iniciativas com a governança do PMO Ágil. Os desafios atuais no Ambiente de Negócios, privilegiam as empresas que conseguem equacionar seus investimentos corretamente, esforços, tempo e dinheiro para atender as necessidades dos seus clientes, acelerar a entrega de valor e vencer em agilidade de negócios, respondendo às demandas dos clientes, inovação em seus negócios e no mercado de atuação, cuidando dos seus principais ativos, as pessoas", salienta Rogério Azevedo, Coordenador do Curso CAPM, AFIGP, Professor do Curso Preparatório PMP como ATP PMP e Disciplined Agile Trainer (DASSM, PMI-ACP,DASM) para Agilidade no PMI.


A certificação PMP valida que você é altamente qualificado em:

  • Pessoas: Reconhecendo que você tem as habilidades para liderar e motivar efetivamente uma equipe de projeto ao longo de um projeto.
  • Processo: Usando abordagens preditivas, ágeis e híbridas para determinar qual maneira de trabalhar é melhor para cada projeto.
  • Ambiente de Negócios: Destacando o sucesso de um projeto e seu impacto nos objetivos organizacionais estratégicos gerais.
Quer fazer parte desse grupo de elite?

O PMI Rio Grande do Sul é parceiro do PMI São Paulo em um dos cursos preparatórios mais reconhecidos do mercado para quem quer prestar a prova da Certificação.  A próxima turma tem vagas limitadas e acontece de 07 de março a 11 de abril de 2023, com aulas on-line e 40 horas de conteúdo direcionado à prova.

Ao todo serão mais de 35 temas distribuídos em cinco módulos: Criando equipes de alto desempenho, Iniciando o projeto, Realizando o trabalho, Mantendo a equipe no rumo certo e Mantendo o foco nos negócios. Todas as aulas são conduzidas por professores altamente qualificados e apostilas oficiais do PMI®.

Acesse o site e saiba se você é elegível para ser o próximo gerente de projetos PMP disputado no mercado e garanta sua vaga para o Preparatório PMP.


*Fonte: https://www.pmi.org/certifications/pmp-project-management-professional/why-you-should-get-the-pmp
]]>
Abra caminho em 2023 com a Certificação CAPM® Thu, 22 Dec 2022 08:36:39 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/696/?abra-caminho-em-2023-com-a-certificacao-capm.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/696/?abra-caminho-em-2023-com-a-certificacao-capm.html Um novo ano está prestes a começar e se obter a sua primeira Certificação PMI® está nos planos, a Certificação CAPM® é uma excelente oportunidade. A Regional Youth and Academic Lead do PMI, Carolina Latorre, compartilhou um conselho importante.

"Nunca é muito cedo para você começar a aprender sobre gestão de projetos e ter um impacto positivo na economia de projetos. Isso porque, segundo pesquisa do PMI Global, até 2030, a economia global vai precisar de milhões de profissionais de gestão de projetos. Além disso, você vai poder trabalhar em qualquer segmento, público ou privado, porque as organizações estão passando de uma modo de trabalhar em departamentos diários para times de projetos", destaca.


No começo deste ano, nós conversamos com a filiada do PMIRS, Samanta Denardin, que atua como analista de projetos em uma empresa de Inteligência e Tecnologia. Ela contou como percebeu a importância da Certificação CAPM® em sua carreira assim que se certificou.

Confira aqui

Conheça os benefícios da Certificação CAPM® 


A Certificação CAPM® (Profissional Técnico Certificado em Gerenciamento de Projetos®) é perfeita para quem deseja gerenciar projetos maiores e ganhar mais responsabilidade ou adicionar habilidades de gerenciamento de projetos à sua função atual.

Os pré-requisitos para realizar o exame da Certificação são ter o segundo grau completo e 23 horas de educação formal em gerenciamento de projetos até o momento da prova.

Cursos online do PMI®, assim como os Preparatórios oferecidos, cumprem o requisito das horas de educação e torna a CAPM® acessível para qualquer estudante de graduação e profissional.  A prova pode ser feita online.

Voluntários e filiados ao PMIRS têm benefícios exclusivos.

Saiba os detalhes e prepare-se para iniciar sua carreira já com Certificações PMI®!
Acesse aqui]]>
Alex Rosa é o novo Coordenador Geral da Integração Nacional dos Capítulos Brasileiros do PMI® Mon, 19 Dec 2022 17:02:15 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/695/?alex-rosa-e-o-novo-coordenador-geral-da-integracao-nacional-dos-capitulos-brasileiros-do-pmi.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/695/?alex-rosa-e-o-novo-coordenador-geral-da-integracao-nacional-dos-capitulos-brasileiros-do-pmi.html Alex Rosa, atual presidente do PMIRS, foi eleito novo Coordenador Geral da Integração Nacional dos Capítulos Brasileiros do PMI® (IN). A organização é responsável por reunir Capítulos nacionais para definirem e executarem atividades de cooperação e relacionamentos para o desenvolvimento de ações, pautadas no intercâmbio de conhecimento, assim como a discutir, elaborar e disseminar práticas de interesse comum.

Conversamos com Alex Rosa sobre a relevância da IN e sua nova posição como coordenador geral. Vale cada minuto da leitura! Confira:


Qual a importância da IN para a união e crescimento dos capítulos brasileiros?


Está no fato de que líderes mais experientes vão passando o seu conhecimento aos líderes mais jovens. E líderes mais jovens têm repensado a forma de atuação das ações em conjunto e trazido novas, de modo a facilitar a relação entre os Capítulos e potencializar seus resultados. Outro fato é que, quando precisamos resolver problemas operacionais ou outras questões com o PMI Global, temos uma voz mais forte. Afinal, são 15 Capítulos em uma só voz. Isso tem funcionado muito bem, inclusive, encorajamos as pessoas que integram a Diretoria Regional do PMI na América Latina (PMI Latam) a participarem de nossas discussões, pois isso enriquece o debate e acelera a resolução de possíveis problemas.


Como está se sentindo como novo coordenador da IN e o que acredita ser o seu principal desafio/missão nesta nova etapa?


Fiquei super feliz por ter sido escolhido para essa posição! Afinal, não é fácil liderar líderes. Também não é fácil defender os interesses mútuos de modo a buscar o engajamento e facilitar as discussões, visando o bem comum.


Passei um ano inteiro como coordenador de comunicação da IN e me sinto bem confiante para essa posição. Fui o braço direito da atual coordenadora geral, Welma Alves, Presidente do PMI Goiás. Ela tem me mentorado praticamente esse tempo todo. Welma já participa há muitos anos da IN e traz uma grande bagagem de conhecimento. 


Meu principal desafio será trazer coisas novas para a Integração Nacional em 2023. Sou uma pessoa que nunca se acostuma com o Status Quo. Pretendo promover ações que possam potencializar os capítulos e a própria IN. Além disso, existe uma grande lacuna ainda a ser preenchida, que é criar estruturas, documentação, melhorar regramentos, fornecer subsídios e informações de como realizar um Congresso Brasileiro - anualmente promovido por um Capítulo  escolhido pela IN. O que acontece é que, por mais que tenhamos excelentes equipes gerenciando esses projetos, a gestão do conhecimento é uma disciplina que ainda precisamos melhorar (e muito). 


Poderia adiantar algumas iniciativas que já estão no radar para 2023?


Para 2023, pretendo abrir mais espaço para que voluntários do Brasil inteiro possam atuar na IN e apoiar as coordenações, bem como participar das ações, aportar e adquirir conhecimento. Também pretendendo criar, juntamente com o novo coordenador de comunicação eleito, Artur Guidoni (atual presidente do PMI Espírito Santo), um guia de boas práticas do CBGPL, trazendo todos os temas que hoje são deficitários ou desconhecidos pelos capítulos, tornando mais fácil a execução do projeto e diminuindo a curva de aprendizado. Os comitês temáticos serão mantidos, a exemplo de 2022, para tratar temas específicos, como LGPG, voluntariado, filiação etc.


Uma novidade para o próximo ano é que vamos criar eventos específicos em nome da Integração Nacional, como workshops e encontros de desenvolvimento profissional. Nós temos um leque gigante de profissionais experientes neste grupo e vamos aproveitar isso. A comunidade de gestão de projetos, certamente, será recompensada com as iniciativas programadas para 2023.

]]>
PMI LATAM Excellence Awards: PMIRS vence em 3 categorias Tue, 13 Dec 2022 18:37:16 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/694/?pmi-latam-excellence-awards-pmirs-vence-em-3-categorias.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/694/?pmi-latam-excellence-awards-pmirs-vence-em-3-categorias.html “O ano só acaba quando termina”. Após ser reconhecido como um dos sete melhores capítulos do mundo, na categoria 2, pelo PMI Global Chapter Awards, o PMIRS finaliza o ano com mais três prêmios globais. O Capítulo venceu o PMI LATAM Excellence Awards em 3 categorias: Changemakers, Youth Collaboration e LATAM Brazil Volunteer. Os vencedores foram conhecidos na noite do dia 6 de dezembro, no evento online do PMI In Portuñol - Volunteers Celebration. Confira quais foram os projetos premiados e saiba mais sobre eles.


PMDays Públicos Estratégicos garante o prêmio na categoria Changemakers


O projeto PMDays Públicos Estratégicos é uma iniciativa do PMIRS que pretende levar conhecimento em gestão de projetos para diversos tipos de públicos. O projeto abrange eventos que abordam temas relevantes para a sociedade, como agronegócio, ciência, indústria e saúde, sempre destacando a importância e os resultados que as boas práticas do gerenciamento de projetos poderiam produzir para cada negócio. Em 2022, as duas edições de PMDays atraíram centenas de profissionais, de diferentes áreas, que puderam conhecer mais sobre o mundo de projetos e sobre o PMIRS.


Para o Diretor de Eventos Estratégicos do PMIRS, Anderson Mantovani, aproximar profissionais e estudantes de conhecimentos em gestão de projetos gera resultados positivos para empresas e organizações. “O impacto na sociedade se dá tanto em profissionais e estudantes se capacitando em gestão de projetos, como uma melhor estruturação dos projetos nas empresas onde os mesmos trabalham, gerando impactos positivos na saúde financeira e nos resultados destes negócios. Do ponto de vista do PMI, esta aproximação dos públicos estratégicos representa um possível aumento na base de filiados e valorização da importância do PMI como disseminador de boas práticas em gestão de projetos”, explica.


Encorajados pelos bons resultados que os eventos proporcionaram neste ano, o time de voluntários do PMIRS já se programa para as próximas edições em 2023. “Com certeza, o PMIRS seguirá engajado em trazer PMDays com conteúdos de interesse da comunidade e que mostrem, na prática, o impacto positivo de um bom gerenciamento de projetos. O time está muito engajado e empolgado com os bons resultados que tivemos neste ano, prontos para mais entregas de alto nível em 2023”, antecipa Anderson.


PMIRS é premiado na categoria Youth Collaboration com o projeto GP Universitário


Para se aproximar de jovens estudantes e universidades, o PMIRS deu início ao projeto GP Universitário, um programa que pretende apresentar o PMI e levar conhecimento sobre gestão de projetos para dentro das universidades. Por meio de palestras, oficinas e mentorias, profissionais do Capítulo introduzem conteúdos sobre as boas práticas da gestão de projetos e as oportunidades de carreira para os acadêmicos. Foram mais de 160 jovens impactados em 12 encontros do GP Universitário.


Para o GP do projeto e diretor de NexGen, Bernardo Zurli, a sensação é de dever cumprido e já é possível vislumbrar o próximo ano. “O plano para 2023 é escalar o projeto para mais universidades e alunos, visto que esse ano o projeto foi um piloto com nossas principais parceiras, UFRGS e PUCRS”, declarou.


Voluntária do PMIRS vence categoria LATAM Brazil Volunteer


A voluntária do PMIRS, Kátia Argemi, recebeu o prêmio de melhor voluntária do ano, na categoria LATAM Brazil Volunteer. “Foi uma surpresa vencer nesta categoria. Eu estava concorrendo com outras três mulheres incríveis e que têm feito tanta diferença em seus capítulos, como a Welma, pelo PMI Goiás, Jihany, do PMI Espírito Santo, e Fernanda Rosado, do PMI Minas Gerais. Eu realmente não esperava o reconhecimento. Ser nomeada a melhor voluntária do ano, entre tantos colegas excelentes, é realmente gratificante”, afirmou. Katia Argemi, é voluntária no PMIRS desde agosto de 2019. Ela iniciou como membro de equipe, sempre tendo como foco trabalhar na melhoria da experiência do associado, junto ao Capítulo e, buscar uma maior aproximação entre filiados e PMI. 


Para Katia, voluntariar no PMIRS tem aberto portas em momento oportuno de sua jornada profissional. “Estou em transição de carreira e o PMI tem me dado grandes oportunidades de ampliar meu networking, não apenas localmente, como nacional e internacionalmente. Além de possibilitar que eu possa transitar e vivenciar outros contextos profissionais diferentes daquele da minha formação. Isso é gratificante demais e pesa muito positivamente na nova profissional que estou me transformando”, enfatizou. Atualmente, a voluntária é Coordenadora da Experiência do Associado e também atua na Diretoria de Comunicação do PMIRS.

]]>
PMIRS está entre os 7 melhores do mundo Thu, 08 Dec 2022 17:29:16 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/693/?pmirs-esta-entre-os-7-melhores-do-mundo.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/693/?pmirs-esta-entre-os-7-melhores-do-mundo.html O PMI Rio Grande do Sul participou do evento mais esperado do ano: o PMI Global Summit 2022. O PMI reuniu agentes de mudança, líderes e profissionais de projetos de todo o mundo em Las Vegas, nos dias 1, 2 e 3 de dezembro, para conectar, equipar, inspirar e celebrar as conquistas do ano. O presidente do PMIRS, Alex Rosa; o presidente anterior imediato, Fernando Bartelle; o Diretor de Relações Institucionais, Marco Kappel Ribeiro; o VP de Governança, Mauro Spader e a Coordenadora da Experiência do Associado, Kátia Argemi representaram o Capítulo.

O evento buscou aproximar os participantes dos mais de 140 especialistas e palestrantes convidados - todos, referências globais no mundo dos projetos. Além de possibilitar interação entre os profissionais, o PMI Global Summit 2022 proporcionou acesso a mais de 140 sessões educativas, bem como a soluções e fornecedores. As conquistas do ano também foram celebradas no Illuminate, uma festa que homenageou pessoas e ideias.

“É difícil descrever o quão maravilhoso foi participar do evento! Você tem oportunidade de desenvolver seu networking, conhecer de perto e trocar informações com muitas lideranças e referências globais em gerenciamento de projetos”, contou Kátia Argemi. Além da programação, que trouxe líderes renomados para abordar temáticas relevantes, a voluntária destaca a participação dos Capítulos brasileiros. “Tive a oportunidade de participar de palestras de outros Capítulos, que apresentaram suas boas práticas de sucesso. Além dos Capítulos de outros países, o Brasil esteve muito bem representado pelo PMI Espírito Santo, PMI Distrito Federal, PMI Pernambuco, e claro, pelo PMI Rio Grande do Sul, que trouxeram muitos insights e aprendizados para colocarmos em prática”, destacou.


PMIRS ficou entre os 7 melhores Capítulos do mundo na categoria 2 

Na ocasião, foram conhecidos os Capítulos premiados no PMI Global Chapter Awards. O PMIRS ficou entre os sete melhores Capítulos na categoria 2. “Estar entre os 7 melhores do mundo é um reconhecimento muito importante, não só para nós do PMIRS, como também para toda a nossa comunidade no Rio Grande do Sul”, celebra o presidente do Capítulo, Alex Rosa. A indicação para concorrer ao prêmio ocorreu graças às ações de compliance, governança e atração de novos membros em 2021.


Nova cultura do PMI foi destaque no evento

A Jornada da Cultura do PMI recebeu updates após ouvir filiados, voluntários e membros da comunidade de projetos sobre os valores e comportamentos existentes. Desde o início do ano, o PMI empenhou-se nas fases de escuta, de consolidação das informações recolhidas em características atuais e oportunidades de melhoria, para que pudesse revelar os novos pilares da Jornada da Cultura do PMI.

O objetivo é facilitar a compreensão dos princípios que constroem a identidade da cultura organizacional que o PMI projeta para o futuro. “A revelação recente dos valores e comportamentos pretendidos é o ponto de partida para a construção efetiva de uma nova cultura, através da tradução de quem somos em comportamentos e atitudes que nos representam. Em outras palavras, será possível para qualquer um ler e saber o que é esperado em termos de comportamento para qualquer integrante da incrível comunidade do PMI”, afirma Fernando Bartelle.

A nova cultura do PMI compreende quatro comportamentos pretendidos entre os profissionais de projetos: aim higher, be welcoming, embrace curiosity, together we can e make it easy. Veja o comentário de Fernando Bartelle sobre cada um deles:

Aim higher - olhar adiante para desenvolver as coisas;
Be welcoming - ser aberto para receber pessoas diferentes, pessoas que não estão diretamente envolvidas com a gestão de projetos;
Embrace curiosity - abraçar a curiosidade e seguir buscando mais informações a respeito de todos os assuntos;
Together we can - unidade; força do coletivo e da cocriação;
Make it easy - tornar as coisas mais fáceis, mais entendíveis para as pessoas de forma que adotem a gestão de projetos para melhorar suas vidas.


PMIRS apresentou o projeto Parceria com as Universidades

Apenas cinco propostas de Capítulos do PMI LATAM foram aprovadas para serem apresentadas no PMI Global Summit 2022, entre elas, o projeto Parceria com as Universidades, do PMIRS. O projeto foi apresentado pelo Diretor de Relações Institucionais, Marco Kappel Ribeiro, e pelo presidente anterior imediato, Fernando Bartelle.

Durante a palestra, os representantes do PMIRS apresentaram o projeto, bem como sugeriram roteiros para que outros Capítulos também possam estabelecer parceria ou, mesmo, se reconectarem com as universidades dos seus estados/países. “Tem sido uma experiência única poder ajudar outros Capítulos a desenvolverem algumas ações nesse sentido, a partir de algumas das lições que aprendemos ao longo desses vinte anos firmando e consolidando a parceria do PMIRS com as universidades do nosso Estado”, comenta Kappel.

Para Marco, estar próximo das universidades gera a oportunidade de apresentar o PMIRS e as boas práticas em gestão de projetos que a instituição defende para os acadêmicos. Em contrapartida, o Capítulo também passa a conhecer melhor a nova geração que está em início de carreira. “É um caminho de duas vias. A gente tem a oportunidade de levar para a universidade a experiência de alguns profissionais que são filiados ao PMI e têm vivência em projetos reais e, por outro lado, podemos entender as expectativas e o que os jovens gostariam de saber mais”, declara o Diretor de Relações Institucionais do PMIRS.

Quer saber mais como foi a participação do PMIRS no PMI Global Summit 2022? Acesse o álbum de fotos do no Facebook. Clique aqui e confira.

]]>
Como ser um bom networker e cultivar relacionamentos Thu, 08 Dec 2022 08:42:53 -0300 https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/692/?como-ser-um-bom-networker-e-cultivar-relacionamentos.html https://pmirs.org.br/noticia/visualizar/id/692/?como-ser-um-bom-networker-e-cultivar-relacionamentos.html O que vem à sua cabeça quando falamos em networking? Se você pode resumir networking a uma rede de contatos com os quais nos relacionamos para alcançar nossos objetivos pessoais, há um grande problema aí. Um networker não deve ser alguém essencialmente egoísta, que explora outras pessoas a fim de chegar a um determinado lugar. Networking “é formar e cultivar relacionamentos com o propósito de ajudar uns aos outros”.


A verdade é que, desde sempre, fazemos networking. Quando nascemos, por exemplo, nos conectamos com alguém e, só assim, conseguimos ter nossa primeira refeição. A partir desse momento, tudo na vida acontece por meio de networking. E não somos apenas as pessoas que precisam de ajuda. Nos tornamos aquelas que se tornam mais sábias, mais experientes, e que também podem ajudar.


Isso não se parece com amizade? Talvez networking seja exatamente isso. Nas palavras de De Piante, “se você entrar em qualquer relacionamento focado no que vai conseguir com isso, focado em você e não no outro, esse relacionamento está fadado ao fracasso. Relacionamentos são sobre o que você coloca, não o que você tira. O que você dá, não o que você recebe. A característica definidora de um amigo é que um amigo dá, e dá para dar, não para receber”.


Como ser um bom networker, então?


As características de um bom networker vêm de dentro, de uma boa motivação. É mais simples do que se imagina! Você gosta tanto dos seus amigos que deseja vê-los crescer. E se você pode fazer algo para ajudá-los, você fará, certamente. Um bom networker é altruísta, ou seja, alguém que faz o bem sem desejar algo em troca. Ele se vê como parte da rede, tão importante quanto qualquer outro ali, e não como um protagonista ou como o centro da conexão.


Veja que o conselho aqui não se trata de uma receita de como criar um rapport. Suas atitudes e maneiras de se comportar até podem convencer alguém e criar um novo relacionamento. Mas é a verdadeira atitude interior que conservará este relacionamento a longo prazo. 


De Piante sabiamente esclareceu sobre a importância da posição do coração. “Se inclinar para a frente, fazer contato visual, acenar com a cabeça, repetir o que a outra pessoa disse. Se você fizer essas coisas deliberadamente, só conseguirá fazer as pessoas pensarem que você fez uma aula de escuta ativa. Essas coisas são evidências de escuta empática, mas não são escuta empática. Se seu coração estiver certo, você ouvirá e a outra pessoa saberá que você está ouvindo. Você não terá que fingir. O importante não é ouvir com empatia, o importante é ser empático. A parte de escuta cuidará de si mesma”.


Como criar novos relacionamentos e cultivá-los?


Em todo relacionamento há um terreno em comum. Se tivermos uma disposição correta no coração, certamente descobriremos quais são os interesses que temos em comum com outras pessoas - pela verdadeira escuta ativa, por exemplo. Esses pontos podem ser suficientes para criar um novo relacionamento. Mas é o entendimento em comum e as experiências compartilhadas a partir deste “ponto de partida” que poderá conservar este relacionamento, levando-o, inclusive, a se tornar uma união mais profunda.



Fonte: De Piante, J. (2007). Networking: it's not about you. Paper presented at PMI® Global Congress 2007—North America, Atlanta, GA. Newtown Square, PA: Project Management Institute. Veja aqui.]]>