Uma grade diversa de palestras foi montada a fim de compartilhar boas práticas de gerenciamento de projetos no setor público durante o PMDay Setor Público. Como destacou o presidente do PMIRS, Fernando Bartelle, durante a abertura do evento, iniciativas como esta demonstram o quanto uma gestão eficaz, independentemente do nível e da complexidade dos projetos, deve ser perseguida em qualquer instância. Participaram da abertura o Dr. Sérgio Harris, Subprocurador-Geral de Justiça de Gestão Estratégica, e o Secretário de Gestão e Governança Estratégica do Estado, Claudio Gastal.

Com o objetivo de falar sobre “Inovação e gestão em tempos de crise”, a Prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, compartilhou as iniciativas do município. Entre elas o Programa de Gestão Estratégica (Proges), que é usado desde 2013. A adoção de uma ferramenta de acompanhamento de projetos é parte disso, que, em 2018, foi estendido aos cidadãos, que passaram a ter acesso por meio do Portal da Transparência.  Na visão da prefeita, esta iniciativa contribui para a melhoria da relação ente público e cidadão, e a adoção e evolução do Proges colaborou para a qualidade das entregas de forma geral. 

A partir do título "Um Novo Jeito de Atuar”, o CEO do Transforma RS, Ronald Krummenauer, contou sobre a atuação inicial da organização que surge a partir do trabalho conjunto de três outras instituições: o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), a Agência Polo RS e a Agenda 2020. Segundo ele, a iniciativa, entendida como um hub colaborativo, responde a um novo contexto global e nacional e, relacionado ao último, especificamente, a uma agenda que vem sendo lapidada há alguns anos. Nesse sentido, enfatizou que um dos objetivos maiores do Transforma RS é conectar a sociedade.

Para atuar dessa forma, o Transforma RS parte de alguns diagnósticos e indicadores do Rio Grande do Sul (os quais estão detalhados na apresentação disponibilizada para download nesta página). E contempla três eixos de atuação: o que chamou de dia a dia, de questões estruturantes e Futuro.

Do ponto de vista dos projetos que o Transforma RS está se propondo, Krummenauer sinalizou duas grandes linhas de atuação. E detalhou uma delas, por meio de parcerias com o poder público. Com os municípios deve ocorrer a partir do ano que vem, visando as eleições municipais. E no caso do Estado do Rio Grande do Sul, há um protocolo de intenções assinado, a partir de alguns eixos de atuação: ajudar o Estado no desenvolvimento dos seus projetos; retomar parcerias com a iniciativa privada para negócios e atração de investimentos; destino de ativos em projetos já definidos ou ainda não; e uma agenda de futuro.  

O “Gerenciamento de Projetos no Exército Brasileiro” foi detalhado por Rafael de Abreu Faria, Coronel de Comunicações do Exército Brasileiro, e voluntário do PMIRS na diretoria de Projetos Públicos.

Rafael enfatizou desafios próprios do contexto do Exército; porém, frisou que eles não são impeditivos para a execução dos projetos, devido ao respeito a padrões de gerenciamento de projetos, que partem do PMBOK®, e do uso de uma metodologia própria. Esses desafios estão presentes, por exemplo, por conta de características do sistema de aquisição, que segue uma legislação específica e regras determinadas, quando os insumos precisam ser importados, por exemplo. Ou em casos de contingenciamento de verbas que, em seguida, podem ser liberadas.  

“O que faz a diferença é o gestor saber lidar com incertezas e tomar decisões, junto com sua equipe, para que o projeto não sofra. É gerenciar os diversos cenários. Por isso, ter uma metodologia é muito importante. E nós temos uma metodologia própria. Que nos ajuda a mostrar como temos que fazer para atingir nossos objetivos. A metodologia é muito abrangente e profunda, mas é de fácil entendimento. Mesmo para pessoas que não têm vivência e conhecimentos mais profundos em gerenciamento de projetos”, destacou o Coronel Rafael de Abreu Faria, que compartilhou essa metodologia e suas especificidades durante sua palestra.

O Gerint - Sistema de Internação Hospitalar foi o tema da palestra (disponível para download nesta página) de Paulo Miranda, diretor presidente de Procempa (da Cia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre) e de Clarice Stella Porciuncula. Desde 2014, ela coordena o desenvolvimento do projeto Complexo Regulador, que engloba os sistemas GERCON - Gerenciamento de Consultas, GERINT - Gerenciamento de Internações e GERPAC - Gerenciamento de Procedimentos de Alta Complexidade.

A ideia, a evolução, os desafios e os efeitos práticos deste projeto foram ressaltados pelos palestrantes. Uma das entregas do Gerint foi conectar os sistemas dos hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de dar agilidade e colocar o paciente onde ele pode e precisa ser atendido.

Entre suas características está o fato de que os hospitais se conectaram a este complexo, sem interferir nos sistemas próprios, e que a atualização que acontece no sistema é integrada. Ou seja, conecta informações sobre leitos, consultas pelo SUS em todos os hospitais que atendem: HPS, o Presidente Vargas, o Conceição e a Santa Casa.

Clarisse enfatizou que, entre os fatores críticos do projeto, e, dessa forma, do seu sucesso, estavam os stakeholders: Secretários de Saúde do Estado e do Município, diretores dos hospitais e os representantes da Procempa. E que o fato de todos abraçarem o projeto, que foi tendo entregas sucessivas a partir de março de 2017, foi fundamental para seu sucesso e para os ajustes e resoluções de problemas. 

Quem fechou a tarde de palestras foi o diretor de Projetos Públicos do PMIRS, Hiparcio Stoffel, que é o Diretor do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP) do Rio Grande do Sul, organização parceira desta edição do PMDay.

Hiparcio falou sobre transformação digital guiada pelo gerenciamento de projetos no setor público.  O tema tem sido foco de sua atuação profissional. Além disso, como voluntário integrante do grupo de Projetos Públicos no PMIRS, tem se envolvido com o desenvolvimento dos guias de fundamentos e boas práticas desenvolvidos pelo Capítulo para o setor.

Acesse a apresentação completa feita por ele, que está disponível para download nesta página.

18 de dezembro de 2019